sábado, 19 de janeiro de 2013

A Lua


- O que a lua representa pra você?

Uma pergunta difícil. Poderia ser o motivo para virar lobo todo mês. Poderia ser uma traidora. Poderia ser o plano de fundo de um voo numa bicicleta. Um satélite. A canção para os enamorados. O destino de uma emocionante viagem. Um Deus. O grande amor da minha vida. Um guardião. Uma sonata.

A lua poderia ser luz na escuridão e, ao mesmo tempo, a escuridão em si. Afinal, é ela que cobre o céu com um grande manto escuro cheio de pontinhos brilhantes. Ela tira a grande luz do dia para ser a grande luz da noite.

Já perguntaram também o que esses pontinhos eram. Vagalumes, que voaram muito alto e se colaram lá em cima. Ou bolas de gás. Podem ser grandes reis do passado, olhando para nós. Podem ser estrelas. Quem sabe estas estrelas não são moças belas e que uma delas não caia aqui e se apaixone por um rapaz? Os pontinhos brancos (ou estrelas) poderiam ser as flores do jardim do céu. Podem ser estudo de alguém. Fonte de desejos. Sonhos guardados.

A lua com tanta beleza e sensualidade, mas também tão cheia de trevas; as estrelas com tanta magia e mistério, são tantas e ainda tão solitárias. Lembram-me canções, contos e poemas. Lembram-me do mundo. Das pessoas. E enquanto isso são apenas elas, apenas luzes.

A lua é um grande e belo paradoxo. Ao redor dela, vagueando, estão pequenos brilhos misteriosos que nunca são o que parecem. Esses brilhos, ao redor da Lua, ficam apenas observando-a e nunca a vivem. E isso é triste.

Houve apenas uma única coisa que pude dizer em resposta à pergunta que me foi feita: - No céu de noite vemos o que alguns os chamam de estrelas e o que você chama de Lua. Os vejo como um reflexo. Diga-me se não consegue pensar no que refletem.