terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Da conspiração

(...)

E muitos vão cuspir coisas como ‘gosto mais dos meus cachorros do que de muita gente por aí’ na sua cara. E isso vai fazer você pensar outras, como ‘é verdade, o ser humano é desprezível mesmo’. Hey, o que acham que os outros animais fariam conosco se pudessem? Eu lhes digo, eles foderiam com a gente. O que acham que os ratos fazem tanto no esgoto? Eles poderiam facilmente invadir uma casa ou outra e matar os habitantes, como em ‘Ratos em NY’. Mas, não, eles querem algo maior. Não uma casa, ou outra, nem NY, mas o mundo inteiro. As outras espécies são como a nossa. Elas querem algo maior; querem a porra do mundo inteiro. Os cavalos, os gatos e até os filhos-da-puta dos cachorros. Melhor amigo do homem? A puta que o pariu.


Porque eu vi Planeta dos Macacos também. Aqueles viados foderam bem com a nossa terra. Compraram nossas filhas como bichos de estimação. Eles não me enganam, não a mim. Eu sei que os golfinhos, as baleias, as andorinhas e borboletas, os tamanduás, sempre metendo o nar
iz onde não são chamados... todos eles querem o que é nosso. E esses babacas que falam em ‘ecossistema, e não egossistema’, eles estão ganhando algum por fora. Não me enganam também, não a mim. Eu vou, enquanto puder, mijar nos quatro cantos da casa e marcar bem o meu espaço; mostrar quem manda nessa esfera azul, verde e cinza, cheia de linhas imaginárias.