quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Negue.



Uma tristeza enorme habita meu ser.
A cada noite que vem parece nunca acabar.
E saber que nunca sonhei em te perder.
De hoje em diante quero entender como é amar.

Minhas verdades não quero mais viver.

Pelo simples fato de não ser capaz de reconhecer...
Reconhecer que fui burro em não perceber...
Em não perceber que sofrer não é viver.
Confesso que chorei ao te perder.


Descobri que só fazia você infeliz.


Era como se você me amasse mais, só você era feliz!
Não mais penso assim, a melhor solução é esquecer.
Da noite para o dia isso não vai acontecer.
Um dia quando eu menos esperar.

Virá uma pessoa que irá me fazer conhecer...

Uma nova forma de saber me apaixonar.
Certa vez pensei, porque a vida é tão insensível?
Acho que é porque ela ama nos testar.
Para saber se somos fortes o bastante para fazer até o impossível.

Sabedoria tem aquele que supera tudo, sem desanimar.

Se a vida for cruel o bastante para lhe negar um sonho.
Seja cruel o bastante para lhe negar uma lágrima.
E se a vida for cruel em lhe negar uma alegria.
Seja cruel o bastante para lhe negar uma fraqueza.


Uma decepção nunca vai ser maior do que a força que habita em nós.