quarta-feira, 13 de março de 2013

A parte perfeita do imperfeito

“Não sei ser perfeita. Mentira seria se eu dissesse que continuo tentando, pois já parei.
A perfeição é algo que não quero para mim e que não desejo a ninguém.
A ideia de um mundo perfeito me irrita, me enoja.
Onde ficaria a beleza da vida se todos fossem perfeitamente iguais em sua perfeição?
Quero ser eu mesma, cheia de perfeitos pedaços despedaçados e imperfeitos.
Quero ser a vida e a morte, em sua sublime capacidade de ser inferior ao perfeito.
Quero voar no canto dos pássaros e ressoar o canto dos imperfeitos.
Quero tocar o vento com a ponta dos meus dedos cheios de defeitos.
Quero seu eu mesma: a perfeita imperfeição.”