sexta-feira, 22 de março de 2013

Uma breve escrita sobre a Escrita.

Nem sempre eu sei sobre ou o que eu quero escrever, às vezes, apenas preciso escrever. Que seja coisas sem sentido ou não, elas precisam ser escritas. O impulso é mais forte que eu. Como uma lágrima que insiste em cair mesmo que a tristeza não esteja presente. Apenas alivia.

Escrever é uma forma de chorar ou de sorrir, de derramar os sentimentos para fora e poder se sentir mais leve, como se as coisas fizessem sentido novamente, mesmo que seja por apenas um minuto.
A escrita tem poderes: dos menores aos mais grandiosos. E se você duvidas sobre isso deveria tentar prestar atenção no que as palavras estão dizendo. Algumas mensagens se escondem e apenas flutuam nas mentes dos mais perceptivos. Mas todas elas escondem um segredo, uma mensagem, que poderá fazer sentido ou não, isso vai depender de quem está lendo e do que essa pessoa precisa ler no determinado momento.